O Google, a Microsoft e outros provedores de serviço de internet (ISPs) verificam os seus e-mails para verificar se o domínio, a partir do qual você está enviando uma mensagem (exemplo: [email protected]), é autenticado. Este tipo de informação é necessário para que os ISPs reconheçam você e os seus clientes como remetentes confiáveis.

Este artigo detalha como autenticar e-mails por meio do DKIM e do SPF, incluindo registros CNAME aos registros DNS do seu domínio.

Entendendo os Termos

Se os seus e-mails forem autenticados, a probabilidade deles atingirem a caixa de entrada do lead, ao invés da caixa de spam, é maior. Tal autenticação é possível através da configuração do DKIM e do SPF. Em termos práticos, você deve incluir registros CNAME nos registros DNS junto ao seu provedor (GoDaddy, Cloudflare, Locaweb, Umbler, etc.).

Importante: por padrão, apenas um domínio por instância SharpSpring pode ser autenticado. Caso você precise autenticar um segundo domínio à sua instância, entre em contato conosco através do Portal do Parceiro.

Abaixo, está um detalhamento do que cada um desses termos significa:

A SharpSpring possui uma ferramenta de configuração que gera registros CNAME, os quais apontam para as chaves DKIM únicas do seu domínio. Para configurá-los, será necessário incluir registros CNAME nas suas configurações de DNS. Estas configurações devem ser feitas no domínio que você quer autenticar - fora da SharpSpring.

As configurações DNS, geralmente, são gerenciadas junto ao seu provedor de domínio ou por um provedor de serviços DNS dedicado (DNSimple ou EasyDNS). Alguns provedores de DNS anexam o domínio a fim do registro, o que pode causar erro na hora da propagação os registros.

Nota: o suporte da SharpSpring pode auxiliar na configuração do CNAME e do DKIM. Caso necessite de auxílio, entre em contato conosco através do Portal do Parceiro.

Sobre os Registros do CNAME

Um registro CNAME é um tipo de registro de registro DNS, usado para especificar que um nome de domínio é um alias para outro domínio, considerado o domínio canônico. Os registros CNAME utilizados pela SharpSpring são os seguintes:

Importante: adicionar todos os cinco registros CNAME em um site seguro (https://) pode causar problemas com os seus links. Se você remover os registros link e owner, sem entrar em contato com o suporte da SharpSpring, poderá quebrar os links - que não funcionarão em e-mails, mesmo que em e-mails de teste funcionem.

Determinação do Status Seguro

Para determinar se o seu site está protegido, e se você precisará se de incluir as chaves de registro CNAME link e owner, será necessário inspecionar a sua página:

  1. Em uma janela do navegador, abra a página que você irá inspecionar.
  2. Clique com o botão direito na tela.
  3. Selecione Inspecionar.
  4. Na console de desenvolvedor, clique na guia Network.
  5. Atualize a página.
  6. Clique na entrada de domínio.
  7. Clique na guia Headers.
  8. Procure por Segurança de Transporte Estrita: Incluir Subdomínios.

Nota: as entradas de domínio estão normalmente localizadas na parte superior da lista de entradas.

Configurando o DKIM e o SPF em SharpSpring

A autenticação do seu domínio é necessária enviar e-mails a partir da SharpSpring. Para configurar o DKIM e o SPF, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Configurações do Usuário > Configurações.
  2. No painel esquerdo, sob Funcionalidades, clique em Configurações de e-mail.
  3. Clique na aba DKIM & Domínios de Envio.
  4. Verifique seu domínio.
  5. Após o seu domínio ser verificado, clique em Configurar DKIM.
  6. Clique em Pegue as configurações de CNAME para obter os registros CNAME.
  7. Em outra aba do navegador, acesse o seu provedor.
  8. Dependendo do status do seu site (seguro ou não), inclua os registros CNAME a seguir:

    9. Após todos os registros CNAME terem sido adicione, verifique se há uma seta verde na coluna Status do DKIM. Isso quer dizer que o DKIM foi configurado corretamente.

Importante: se você adicionar os registros CNAME link e owner em um site seguro e, em seguida, removê-los, será necessário entrar em contato com o suporte da SharpSpring para obter assistência pelo lado do backend. Se você não entrar em contato, nenhuma abertura ou clique serão registrados.

Nota: alguns provedores DNS anexam o domínio ao fim do registro. Isso pode causar erro na hora da propagação os registros.

Nota: as configurações de DNS podem levar até 24 horas para atualizar.

Incluindo Registros CNAME no seu provedor

Para concluir a configuração de registros CNAME, será necessário fazer isso fora da SharpSpring. Enquanto a SharpSpring consegue verificar se você configurou corretamente o CNAME junto ao seu provedor, os procedimentos corretos de configuração são fornecidos diretamente pelos provedores.

Por isso, é necessário consultar a documentação de ajuda fornecida pelo seu provedor - e, no qual, você está adicionando os registros CNAME. De posse dos dados de administrador da conta, você deve efetuar login no painel de controle e adicionar os registros CNAME no local indicado.

A seguir, apresentamos links para a os artigos de configuração dos registros CNAME de alguns dos principais provedores utilizados por nossos parceiros. Esta não é, de modo algum, uma lista completa.

Para obter informações adicionais sobre o registro ou a configuração do CNAME no seu provedor, entre em contato com o seu provedor de registro ou hospedagem.

Importante: caso o seu provedor seja o Cloudflare, existe uma configuração específica que deve ser feita. Todos os registros CNAME precisam ser configurados de maneira que a seta passe pela nuvem cinza. Você pode ler mais sobre neste artigo.

Localizando Registros SPF

Você pode verificar se os registros CNAME foram configurados corretamente com a ferramenta MxToolBox. Você precisa apenas inserir o nome completo da chave da SharpSpring, alterar a busca para a CNAME Lookup e apertar o botão de busca. Se tudo estiver correto, você deverá ver as informações da SharpSpring sob a coluna Canonical Name.

Na verdade, você pode usar essa ferramenta para localizar os seus registros SPF, da seguinte maneira:

  1. Em uma aba do navegador, acesse o site MxToolBox.
  2. Clique na aba MX Lookup.
  3. No campo Domain Name, digite o seu domínio.
  4. Clique em MX Lookup.
  5. Na tabela que aparece, clique no link da coluna Canonical Name.
  6. Na linha da tabela que aparece, clique no link da coluna Canonical Name.
  7. Na barra de busca acima das tabelas, clique em More Options > SPF Record Lookup.
  8. Clique em SPF Record Lookup.

Importante: ao digitar o nome do seu domínio, inclua o prefixo em.

Tenha em mente que, quando você configura os registros CNAME da SharpSpring, você está adicionado tanto SPF quanto DKIM. Não são necessárias configurações adicionais para autenticação de e-mail.

Encontrou sua resposta?