Através da funcionalidade de Campanhas, você pode ver o retorno sobre investimento (ROI) de todos os seus esforços de marketing. É possível vincular automaticamente suas iniciativas de marketing à meta de receita de cada uma. 

Com as campanhas, é possível rastrear conversões de leads, desde a primeira interação até o fim do processo de venda. Este artigo detalha as diferentes regras de rastreamento de campanha disponíveis na SharpSpring.

Visão Geral de Campanhas

Na SharpSpring, usamos o termo "campanhas" de forma um pouco diferente do que a maioria dos usuários está habituado. Muitos provedores de e-mail e plataformas de automação de marketing usam as campanhas como uma forma de fazer referência a e-mails enquanto que, em nosso sistema, o termo se refere a qualquer metodologia utilizada para direcionar o tráfego para um site ou conteúdo. 

Embora e-mails possam ser uma grande parte desta estratégia, as campanhas também podem incluir propaganda física e digital. Isto significa que, se alguém chega ao seu site a partir de um post no Facebook, um Google Adwords pay-per-click, ou mesmo um outdoor, a SharpSpring o ajudará a identificar como as pessoas estão chegando em seu site. Posteriormente, você poderá ver o sucesso dessas ações em relação a conversões, rendimento e ROI. 

Quando um lead é atribuído a uma campanha, essa pessoa é identificada no sistema como sendo um resultado direto de uma das suas estratégias de marketing. Quando um lead clica em um e-mail ou preenche um formulário, podemos usar as informações que sabemos sobre a sua atividade na web para derivar uma campanha. É possível vincular custos às suas campanhas e, desta forma, você pode ver se gerou oportunidades suficientes para fazer valer o custo dessa campanha.

Nós rastreamos e atribuímos essas campanhas usando um dos seguintes métodos: 

  • URLs de Referência
  • Landing Pages
  • Códigos UTM

URLs de Referência

URL de referência é a última URL visitada, antes de acessar o site. Para associar os leads às campanhas, com base em uma URL de referência, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Análises > Campanhas.
  2. Crie ou edite uma campanha.
  3. Desça até a seção Monitoramento.
  4. No menu Site, selecione o site para o qual está configuranda a campanha.
  5. No campo Página, Parâmetro ou URL de referência, insira a URL de referência para esta campanha.
  6. Clique em Adicionar regra.
  7. Clique em Salvar alterações.

Nota: a URL de referência tem o formato https://twitter.com/sharpspring.

Como exemplo, considere uma campanha com o objetivo de rastrear o tráfego de referência para o nosso site a partir do Twitter. O prospect vê um tweet específico, no Twitter da SharpSpring, e decide clicar no link para saber mais informações. A fim de atribuir o lead à esta tática, vamos construir uma campanha na SharpSpring que diz: quem chega ao nosso site a partir do Twitter, será atribuído à campanha especificada.

É possível incluir dois asteriscos (**) no final de uma URL de referência para garantir que o link funcione, caso parâmetros extras de URL estejam incluídos na mesma. Nós chamamos isos de curinga. Como nem sempre podemos saber a página exata que está originando o tráfego para o nosso site, podemos usar curingas para ajudar a preencher essa lacuna. Os asteriscos, no caso, estão dizendo para ignorar quaisquer parâmetros adicionais que vêm depois deles. 

Landing Pages

A atribuição de campanha baseada em visitas a uma landing page específica requer que você identifique a URL da landing page como uma regra em seu rastreamento de campanha. Esse tipo de atribuição requer que você já tenha um site ou landing page rastreados. Esses sites e páginas podem ser de fontes externas ou da SharpSpring. Para obter mais informações sobre a inclusão de websites rastreados ou a criação de landing pages na SharpSpring, consulte os seguintes artigos de ajuda:

Para monitorar leads que visitam sua landing page, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Análise > Campanhas.
  2. Crie ou edite uma campanha.
  3. Desça até a seção Monitoramento.
  4. No menu Site, selecione o site para o qual está configuranda a campanha.
  5. No campo Página, Parâmetro ou URL de referência, insira as informações de link que vêm após a barra invertida (/) na URL de sua Landing Page.
  6. Clique em Adicionar regra.
  7. Clique em Salvar alterações.

Considere o exemplo a seguir:

Sua landing page possui o endereço https://sharpspring.com/landingpage.

No menu Site, o site deve ser configurado como https://sharpspring.com.

No campo Página, Parâmetro ou URL de referência, insira o link da landing page /landingpage.

Uma vez salvo, quando os leads chegarem até à landing page, eles serão associados à campanha criada para esta URL. A URL para esta página seria https://sharpspring.com/landingpage, e todos os leads que visitarem este endereço serão atribuídos à campanha.

Códigos UTM

Outro método de rastreamento de campanha é através da utilização de códigos UTM. Um código UTM é anexado ao link da URL para passar os dados da campanha de volta para SharpSpring. Tudo que você precisa fazer é anotar o código UTM no construtor de campanhas e, em seguida, acrescentar o código aos links para que, quando clicados, atribuam o lead à respectiva campanha.

Os exemplos incluem:

  • utm=campanha_sharpspring
  • utm=EmailDezembro
  • utm=promoferias
  • utm=twitter

Certifique-se de usar o código UTM exclusivo da campanha para evitar conflitos. Embora o utm seja o valor padrão para o parâmetro da URL, ele não é um requisito. Você pode nomear esse parâmetro como quiser. Para incluir um código UTM em uma campanha, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Análise > Campanhas.
  2. Crie ou edite uma campanha.
  3. Desça até a seção Monitoramento.
  4. No menu Site, selecione o site para o qual está configuranda a campanha.
  5. No campo Página, Parâmetro ou URL de referência, insira o código UTM (sem ponto de interrogação). 
  6. Clique em Adicionar regra.
  7. Clique em Salvar alterações.

Nota: embora várias sequências de UTMs possam ser adicionadas a uma URL, a SharpSpring requer apenas um código UTM para cada regra incluída. É possível ter várias regras para uma mesma campanha, mas somente uma UTM por regra.

Com esse parâmetro, ao fazer um tweet com o link https://sharpspring.com/?utm=twitter, por exemplo, a SharpSpring identificará os leads que clicarem no código UTM como associados a esse post específico. Desta forma, é possível postar https://sharpspring.com no Twitter, Facebook e LinkedIn, e ter campanhas separadas para cada plataforma de mídia social.  Se você tiver um código UTM diferente (utm=facebook, utm=twitter, utm=linkedin) para as três campanhas separadas, será possível segmentar seus leads com base em qual plataforma eles usaram para clicar no link e chegar até o endereço sharpspring.com.

Para facilitar o seu processo de criação e gerenciamento de campanhas com UTMs associadas, a Sharpspring disponibiliza para os seus parceiros a planilha Gerador de Campanhas com UTM. Você pode copiar o modelo e utilizar na criação e gestão das suas campanhas com UTMs.

Este processo também funciona com o Google Analytics, já que também é possível usar seus códigos UTM no construtor de campanhas da SharpSpring. Especificamente no Analytics, é possível utilizar dois parâmetros na mesma URL, (Google Analytics + Sharpspring). Basta adicionar o “&” e acrescentar a UTM Sharpspring, após os parâmetros do Google.

Atribuições de Campanha Primária ou Manual

A SharpSpring permite que você escolha como designar uma campanha primária para um lead. Você pode escolher entre associar ao lead a primeira ou a mais recente campanha da qual este participou. O contato terá, então, a sua conversão (bem como qualquer valor em Reais gerado) atribuído a esta campanha. Estes métodos são escolhidos para cada site individualmente.

Usando a opção Sempre atribuir a primeira campanha que os usuários visitarem, a campanha original será atribuída ao contato como a campanha primária. Note que essa não será a primeira campanha que o usuário visitou, depois de se tornar rastreado (ou seja, clicou em um e-mail e foi direcionado para site com o código de rastreamento ou preencheu um formulário). Como usamos IDs de dispositivos para rastrear usuários anônimos, a SharpSpring vai voltar para o histórico do navegador do contato a fim de encontrar a visita original ao site - e usar essa campanha como atribuição.

A opção Sempre atribuir a última campanha que os usuários visitarem, é menos estática. Se um contato retornar ao seu site, sua Campanha Primária será atualizada, refletindo a campanha mais recente que o levou até lá.

Para atribuir manualmente os contatos a campanhas, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Contatos > Gerenciador de Contatos.
  2. Localize o contato desejado.
  3. À direita do nome do contato, clique em Opções > Alterar Campanha.
  4. Selecione uma campanha para atribuir ao contato.
  5. Clique em Salvar alterações.

Quando um contato é atribuído a várias regras de rastreamento de campanha de uma vez, as regras serão avaliadas na seguionte ordem:

  • Referenciador do Google
  • Identificador de Clique do Google (GCLID)
  • Parâmetros UTM
  • Pares de valores-chaves
  • URL de landing page
  • Outros resultados de mecanismos de busca

Por exemplo, se um contato corresponde a duas regras de campanha ao mesmo tempo - uma sendo uma landing page e outra sendo um parâmetro UTM -, o parâmetro UTM será avaliado como a regra de rastreamento de campanha, de acordo com a ordem indicada acima.

Atribuições via Automação

Se você usar automações para associar campanhas aos seus contatos, é possível optar por substituir a campanha atual. Para tanto, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas superior da SharpSpring, clique em Automação > Workflows Visuais.
  2. Crie ou edite um workflow visual.
  3. No workflow visual, abaixo de Iniciar, ou de um gatilho, clique em + Incluir > Ação.
  4. Em Ações de Editar (Contato), clique em atribuir contato à campanha.
  5. Insira o nome de campanha desejado.
  6. Selecione Substituir campanha existente, caso exista alguma.
  7. Clique em OK.
  8. Inclua outros gatilhos, ações, filtros e atrasos, conforme necessário, para concluir o fluxo de trabalho.
  9. Configure o workflow visual para Ativo.

A Campanha Primária associada ao lead vai ser usada para gerar nossos relatórios. Na página Campanhas, do menu Análises, você verá um gráfico do desempenho da campanha. No caso de leads com várias atribuições, eles só vão aparecer no relatório de campanha para a sua Campanha Primária. Isto é feito para manter a comunicação sucinta e para fornecer para você as informações da forma mais direta possível. 

Quando um lead converte em uma oportunidade, o sistema vai verificar as atribuições de campanha de todos os contatos associados a essa oportunidade. Será, então avaliado o contato primário da oportunidade e a mesma campanha associada a ele, será associada à oportunidade, para fins de atribuição. Qualquer valor gerado ou receita oriunda dessa oportunidade serão atribuídos a esta campanha no seu gráfico de análise de desempenho.

Encontrou sua resposta?